quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz Ano Novo... Para os que lutarem por ele

Todo fim de ano é a mesma coisa: pessoas felizes vestidas de branco sonhando que o ano seguinte seja melhor. E o tal ano chega e fica igualzinho ao outro, senão pior. E na festa de ano novo seguinte os desejos se reciclam para tudo continuar na mesma, ano após ano, sem mudanças significativas.

Mas porque os anos estão cada vez iguais? Simples: porque os inertes brasileiros não mexeram uma palha para mudá-lo. De braços cruzados, as pessoas vivem desejando que as melhorias fossem feitas por outras pessoas ou por "Papai do Céu", um dos nomes que as pessoas dão aquele personagem fictício que muitos acham que guia as nossas vidas (como um tirano, claro! Como as pessoas adoram tiranos! Nunca os tiram dos seus lugares!).

Essa inércia irresponsável acaba por fazer com que nada mude. O Brasil, por exemplo, é praticamente o mesmo de 100 anos atrás. A tecnologia e o desejo de lucro só tem eliminado as coisas boas de nossa sociedade. Quanto aos problemas, eles tão todos aí: e nunca param de crescer.

Portanto, não vou ficar no cacoete de desejar ano novo a todos. Desejo apenas para os que lutarem por um ano melhor. Desejo para os que desafiarem as regras sociais e mudarem seus costumes, largando supérfluos nocivos e entendendo que a alegria deve estar dentro de nós, não em um copo de cerveja ou em uma estátua de santo.

Devemos fazer de tudo para que mudanças nítidas aconteçam. Largar ilusões, desafiar estereótipos e regras, desobedecer autoridades irresponsáveis se for possível e fazer de tudo para que problemas sejam eliminados. A caridade consoladora nada serve, sendo útil apenas para inflar nossos egos e fingir que somos boas pessoas quando na verdade não somos.

Desejo um Feliz Ano Novo apenas para os que se esforçarem por mudanças radicais. Ignorar padrões, mudar costumes, desafiar regras sociais e largar velhas manias. A estes dispostos a mudanças reais e significativas, toda a felicidade e prosperidade no ano que se inicia.

Aos outros que esperam a prosperidade vir com a estrelinha do céu, fiquem com o velho ano mesmo. Quem fica parado diante do cotidiano, vê o seu cotidiano parar diante de si. Feliz Ano Velho para vocês!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

O verdadeiro campeão da Fórmula 1

São essas coisas que me fazem mais valorizar as Paraolimpíadas do que qualquer outro evento esportivo. Neste evento podemos tirar muitas lições de vida, pois os vencedores neste tipo de evento trazem consigo muitas histórias de superação que servem como exemplos para que possamos também superar nossos limites, não somente nos esportes, mas também na vida.

Um exemplo como o do ex-corredor de Fórmula 1 Alessandro Zanardi, não muito famoso na categoria, mas que conquistou um ouro nas paraolimpíadas de 2012, na modalidade de ciclismo para paraplégicos, após perder as duas pernas num acidente na F1.

Zanardi, perdidas as pernas, ao invés de se entregar, resolveu mudar de esporte, se dedicou com esmero e vontade e continuou nisso estando feliz, resultando nesta vitória que deveria ser espelhada por todos nós, não só no esporte, mas em tudo na vida.

Parabéns, Alessandro. Só com isso você nos ensinou muito. Uma lição que fica para sempre na vida de quem ama a vida.

Sonhos de Morpehus, 30/12/2015


Olá! Este é o ultimo giro do ano! E vamos ver como está esta modorrenta semana onde as pessoas decidem nada fazer para esperar a virada do ano. E se elas nada fazem façamos nós. Eis os links da semana!

1. Barbudo e vermelho, Papai Noel é hostilizado por playboys do Leblon. Link

2. Saiu a lista com a 100 mulheres mais lindas do mundo. A vencedora foi a mesma de 2014, a desconhecida cantora coreana Nana. Nossas queridas Sophie Charlotte e Isis Valverde estão lá. Link

3. Caso Chico Buarque expõe reacionarismo juvenil. Link

4. Especial de Roberto Carlos tem a sua porção positiva. Link

5. Jesus não nasceu em 25 de dezembro. Nasceu no dia 26. Link

6. Annasophia Robb com rosto de mulherão. E parecia ontem que ela era uma menininha. Link

7. Novo tipo de trollagem: a histeria dos neo-monarquistas. Link

8. Conheça o boa-vida que tentou humilhar Chico Buarque. Link

9. Álbum da vez: Dave Brubeck e o disco que revolucionou o jazz com seu Take FiveLink

10. Receita: sorvete caseiro de côco para refrescar o verão. Link

11. A religião mais desonesta do mundo retoma a sua força, infelizmente. Link

12. Gontijo com pintura da São Geraldo? Yes, please! Link

13. Fatos que você precisa saber sobre a conquista amorosa. Link

14. As melhores placas de 2015. Ou serão as piores? Link

15. Saída de Levy provou que governo de Aécio seria ruim. Link

16. Relato da experiência da cantora Hailee Steinfeld no festival itinerante Jingle Ball. Link

17. A padronização visual dos ônibus de Maceió vai destacar a identificação de cada empresa. Assim tá bom. Link

18. 25 fotos mostram que a simplicidade é o melhor de tudo. Link

19. Sabe onde dormem os integrantes da tripulação de um avião? Link

20. Emily Osment, de Hannah Montana, é muito mais gostosa do que você imagina. Sério. E você irá correndo para o banheiro após confirmar isto. Link

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

As mais gatas de 2015

Eis o belíssimo trio de fotos com as três gatas que mais se destacaram neste ano que se encerra, usando como critérios a frequência e a surpreendente capacidade de seduzir. Clique em cada foto para ver em tamanho maior.

- Musa do ano: HAILEE STEINFELD
- Musa brasileira do ano: MONICA IOZZI
- Musa revelação: PEYTON ROI LIST

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Chico Buarque, admirável como sempre, derrota os coxinhas

Ontem, o assunto do dia foi um episódio em que ninguém menos que o consagrado cantor Chico Buarque de Hollanda foi insultado por um bando de direitistas. A conversa foi mais ou menos nesse nível, como foi relatado no site Diário do Centro do Mundo:

- Petista, vá morar em Paris. PT é bandido! - bradava um dos coxinhas
- Eu acho que o PSDB é que é bandido. - disse elegantemente o compositor.

Segundo relatos, a conversa morreu aí, pois apesar dos direitistas apoiarem o PSDB e considerarem Fernando Henrique Cardoso o melhor (sic) presidente que o país já teve. Nem vou ficar perdendo tempo em identificar os direitistas, Segundo o DCM, um deles é filho de mega-empresário corrupto. Tinha que ser.

Os direitistas (defensores da elite, do Capitalismo e de valores retrógrados) sabem que há tucanos suspeitos de participação em escândalos, o que faz com que os coxinhas tomem cautela. Kataguiri apoiou euforicamente Eduardo Cunha para depois descobrir que este também era corrupto. Constantino foi traído pela revista Veja. Ou seja, os coxinhas estão preferindo não se associar com ninguém para não causar constrangimento. Para mim foi por isso que a discussão não foi levada adiante.

E Chico Buarque não nos decepcionou. Se manteve firme e forte como esquerdista e ainda foi elegante e direto em responder, já que sabe que a sensatez está do lado dele. Um cara que esteve na oposição a ditadura e escreveu clássicos da música de protesto brasileira soube honrar sua história e manteve coerência com sua obra e pensamento.

Buarque foi sábio falando tudo em uma só frase. Muitos sabem que verdadeiros sábios nunca enrolam, vão direto e usam poucas palavras para dizer muito. Os tolos, pelo contrário, escrevem páginas e páginas para nada dizer.

E mesmo que os governos petistas estejam meio atrapalhados, vamos fazer criticas sensatas e não ficar inventando essa tolice de "genocídio comunista" que uns histéricos andam inventando por aí para causar pânico e obter adesão dos apavorados.

Voltando ao Chico: palmas e de pé! Honrou, com bravura e elegância, as suas ideias!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

O erro do concurso Miss Universo expõe decadência da sociedade atual

Ontem aconteceu o concurso de Miss Universo, na verdade um concurso de beleza com base em critérios subjetivos para alavancar a carreira de prováveis aspirantes a modelos. Beleza é algo que cada um enxerga de sua forma e é meio complicado definir a vencedora do concurso como "a mais linda do mundo" mesmo em uma fase em que são permitidas alterações plásticas para participar do concurso.

O concurso Miss Universo e uma daquelas instituições valorizadas pelos conservadores. Nos últimos anos anda em franca decadência por vários motivos. Mas ontem teve o apogeu de seu afundamento, após ter ocorridos pequenos escândalos nas edições locais que elegeram as participantes desse concurso.

Um apresentador não muito famoso no Brasil, Steve Harvey, se confundiu ao anunciar a vencedora do concurso, embolando a segunda e a primeira colocadas. Anunciou a insossa representante da Colômbia (visivelmente plastificada) como vencedora. 

Mas longe das câmeras, enquanto os holofotes filmavam a comemoração da suposta vencedora, Harvey foi avisado do engano e cabisbaixo voltou ara o palco para corrigir o erro, visivelmente constrangido, arrependido e se desculpando o tempo todo. A vencedora na verdade foi a Miss Filipinas, realmente muito mais bonita que a colombiana e de beleza mais natural.

Mas ficou impossível não admitir a decadência desse tipo de concurso que, ao meu ver, na precisava existir. O título é uma ilusão e dependendo de quem vê, qualquer mulher pode ser "a mais linda do mundo". Há musas famosas cuja beleza eu admiro e que não são tão admiradas popularmente. E há o contrário, musas elogiadíssimas que eu considero insossas, sem graça mesmo.

A decadência é epidêmica e em todos os setores sociais

Mas a decadência não é apenas desse tipo de concurso. A mediocrização de tudo está generalizada. Tudo está perdendo em qualidade. Autoridades tomam decisões da mesma forma que estudantes do primário realizam seus trabalhos. Péssimos profissionais entram no mercado de trabalho e conquistam títulos elevados só porque satisfizeram os interesses vagos de seus superiores. Vários tipos de produtos já demonstram evidente queda de qualidade e pouca durabilidade. Oficinas de consertos nunca trabalharam tanto quanto nas últimas décadas.

Até mesmo os seres humanos tem perdido em qualidade. Vivemos numa sociedade que é um misto de zumbis com espantalhos, ao mesmo tempo burros e egoístas. O sadismo voltou em moda com ressurgimento do fascismo e de ideologias similares. As religiões que eram para ter sumido há tempos, continuam fortes com a sua incompetência para melhorar as pessoas. A inteligência é vista como coisa chata a ser utilizada apenas no estudo e no trabalho, direcionada apenas para servir de fonte de aquisição de dinheiro. O amor virou uma palavra vaga muito pronunciada e quase nada praticada. Pessoas preferem seguir umas as outras em redes sociais do que serem amigas de fato.

Como vemos, o mundo está em franca decadência. Vivemos numa espécie de Idade Média moderna, mas com tudo que os medievais tinham em seu tempo, só que agora digitalizado em versão remix, remasterizada, dentro de um aparelho celular. 

O que aconteceu no Miss Universo de ontem foi na verdade mais um grão de areia nessa praia imensa de erros que se tornou a humanidade desde os anos 90, quando decidiram impor a decadência cultural para imobilizar uma humanidade que possivelmente se rebelaria caso usasse a internet de modo mais sábio. Erros como esse acontecem todos os dias em quase todas as instituições e repartições. E não dão sinais de que vão parar de acontecer.

É preciso reeducar as pessoas do zero para que esta mediocridade não nos devolva a primitiva Idade da Pedra, para onde vamos se não abandonarmos nossos instintos e nossos supérfluos.

Sonhos de Morpheus, 21/12/2015


Ho, ho, ho! Este é o giro da semana do Natal! De presente, Papai Noel deixou alguns bons links para vocês desembrulharem! Vamos abrir os presentes?

1. O comercialismo está destruindo o cinema português. Socorro, Manoel de Oliveira! Link

2. Brasil é o único lugar onde fundo do poço tem subsolo. Link

3. Para lembrar 100 anos de Frank Sinatra, aí vai o álbum da vez desta semana. Link

4. Biografia de Toninho Horta mostra os bastidores do Clube da Esquina, famoso movimento musical da cultura mineira. Link

5. Porque eu considero Selena Gomez a mulher mais gostosa da atualidade. Link

6. Agora é a vez da empresa de ônibus Transnit adquirir CAIO Apache Vip IV. Link

7. Teorizar sobre a paz e a fraternidade é inútil. Link

8. O que está por trás do bloqueio do WhatsApp ocorrido nesta semana. Link

9. Ninguém mais se lembra do triste fuzilamento de 5 jovens honestos da periferia, ocorrido semanas atrás no Rio de Janeiro. Link

10. Homem ganha celular de filho para filmar viagem e acaba filmando ele mesmo, por não saber usar o aparelho. Cômico. Link

11. Esta foi a semana da deliciosa e bela Bella Thorne. Link

12. A Salvador Norte continua renovando. Esta foto é desta semana, vindo da fábrica. Link

13. Saber que uma deusa como essa é comprometida nos faz chorar. Link

14. Curiosidades sobre as diferenças entre brasileiros e portugueses na atualidade. Link

15. Quatro motivos que provam que o novo Star Wars é realmente bom. Link

16. Rádio Antena 1, a primeira rádio que eu conheci na vida, volta honrando o seu passado. Link

17. Hailee Steinfeld é realmente uma mulher gostosa. Uma das mais sensuais da atualidade. Link

18. A deusa Jessica Alba (colega de Hailee em Barely Lethal) esteve no Brasil recentemente sem alarde. Ninguém soube da presença dela em nossas plagas. Link

19. Receita da semana: feijoada típica de domingo. Mas pode variar alguns ingredientes, se quiser. Link

20. Conheça o grupo musical que encantou a linda atriz Chloe Grace Moretz. Link

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Termos 'nerd' e 'geek' mudam de sentido e despertam orgulho

OBS: Já não temos direito a vida social agora nem a rótulo temos mais. Agora todo mundo é "nerd" ou "geek". Vamos ter que procurar outro rótulo para nos definir, já que qualquer ébrio de propaganda de cerveja que fique mais de 2 horas na frente de um computador, já satisfaz os requisitos para ser considerado um "nerd" pela sociedade.

Termos 'nerd' e 'geek' mudam de sentido e despertam orgulho

19 de Novembro de 2012 às 08h36 - Kathryn Westcott  - Portal Terra

Ativistas suecos estão em campanha para mudar, em seus dicionários, a definição do termo nerd. Será mais um indício de que o termo - bem como a palavra-irmã geek - perdeu sua conotação negativa?

Em 1984, o filme A Vingança dos Nerds mostrava que ser nerd significava ser antissocial, ou mesmo socialmente inferior. Mas as coisas parecem ter mudado.

Em 2010, A Rede Social, contando a história do Facebook, encontrou um ambiente diferente. Atualmente, os termos geek e nerd são associados a pessoas bem-sucedidas como Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg.

O blogueiro e estatístico geek Nate Silver, do New York Times, tem sido aclamado por ter feito uma previsão correta das eleições presidenciais dos EUA. "Um recado a quem quer ser presidente: contrate geeks, não eruditos", diz reportagem da revista New Scientist.

Até alguns atletas começaram a se declarar nerds. O jogador de futebol americano Chris Kluwe se disse surpreso ao receber o título de "mais sexy do ano", argumentando que é um "jogador de videogame nerd".

Programas de entretenimento também transformaram geeks em heróis, como o personagem Sheldon Cooper, do seriado The Big Bang Theory. Em Operação Skyfall, o personagem Q, guru dos "gadgets" de James Bond, é retratado como um esperto geek da informática.

Novo sentido

Tem havido uma mudança no sentido atribuído a geeks e nerds. Acredita-se que a primeira descrição de um nerd seja a de um personagem peludo criado nos anos 1950 pelo autor e ilustrador de livros infantis Dr Seuss. Em 1951, a definição foi publicada na revista Newsweek: "Em Detroit (EUA), alguém que antes seria chamado de quadrado é agora, lamentavelmente, um nerd".


Nos anos 1970, com o crescimento da indústria da informática, criou-se a noção do nerd como alguém "crânio", antissocial e ligado ao mundo da tecnologia. O sentido da palavra, porém, acabou ficando mais "neutro" nos anos 2000, opina o editor-associado do dicionário Merriam-Webster, Kory Stamper.

No caso de geek, o uso remonta ao início do século 20, para se referir a um carnavalesco, e virou sinônimo de "tolo". Atualmente, Stamper acredita que nerd caracterize alguém que tenha um conhecimento aprofundado de uma determinada área, e geek ganhou o sentido mais técnico antes atribuído a nerd. "Algumas pessoas usam a palavra geek com orgulho, para falar dos melhores", opina.

Em geral, geek vem acompanhada de outra descrição, como "geek da física", "geek da história" ou mesmo "geek de drinques".

O que se perdeu?

Na Suécia, uma petição online para mudar a definição de nerd no dicionário - "uma pessoa motivo de risadas" - ganhou quase 4 mil assinaturas. Há relatos de que a Academia de Letras Sueca aceitaria mudar a definição para algo mais neutro.

O autor britânico Neil Gaiman se diz fascinado pela rapidez com que as duas palavras ganharam um novo sentido na Grã-Bretanha desde os anos 1980. "(Nerd) é um desses termos que originalmente eram ofensas, mas foram incorporados pelos 'ofendidos' como uma honra."

Sendo assim, mais e mais pessoas viraram entusiastas dessas palavras e de interesses associados a elas - revistas em quadrinhos, Jornada nas Estrelas, animes e videogames.

Mas será que algo se perdeu com essas mudanças de sentido? Alguns que se autodenominam nerds e geeks sentem saudades dos dias em que eram vistos como rebeldes, afirma Benjamin Nugent, autor de American Nerd: The Story of My People (Nerd Americano: A História do Meu Povo, em tradução livre). "Isso só ocorreu com os personagens de Hollywood, de hackers derrubando corporações nefastas", opina.

Alguns rejeitam o atual uso tão abrangente das palavras. Em um fórum na internet, um usuário disse acreditar que "um nerd é alguém apaixonado por algo (e muito bom nisso) - seja matemática, literatura, botânica, qualquer coisa. Em algum momento, isso mudou para (descrever) alguém que é parte de uma cultura, que assiste a um determinado programa de TV e usa um tipo de roupa."

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Significado original da palavra "nerd" é desconhecida dos brasileiros

Semana passada estava havendo a inscrição para o Campus Party, em São Paulo, uma espécie de feira de tecnologia e internet onde usuários trocam experiências e realizam pesquisas. Numa reportagem para a TV de anos atrás, falando sobre outra edição do mesmo evento, uma palavra usada frequentemente pelos entrevistados era "nerd". Mas porque essa palavra esteja sendo usada num evento de tecnologia? Simples.

Parece que "nerd" virou a palavra da moda. Revistas para adolescentes, seriados, propagandas na TV, eventos de tecnologia... Enfim, tudo fala ou mostra alguém que seja considerado um nerd. Mas nem sempre está realmente relacionado com o universo nerd. Muitas vezes até passa longe.

É tradição para os brasileiros não tolerarem as diferenças. Querem que as coisas estejam de acordo com os padrões ditados pela mídia e pelas regras sociais. Alguém que esteja em desacordo com esses padrões ou é humilhado ou é desprezado. Se no exterior os nerds costumam ser humilhados através de bullying, aqui no Brasil, a coisa parece pior: eles nem existem para a sociedade. Mas se eles não existem, porque é que se fala neles?

E aí entra outra mania do brasileiro: se rotular com bons valores que de fato não segue. Alguém que não é bondoso, romântico ou inteligente, quer ser rotulado como tal, mesmo que não queira de fato ser. Sendo "nerd" a palavra da moda, soa como um rótulo interessante. Até porque ele vem despido da imagem negativa que tem nos EUA, onde o rótulo surgiu, pejorativamente.

Para os brasileiros, "nerd" é aquele que é viciado por tecnologia e ficção científica. Basicamente isso. Qualquer pessoa que se considere fanática por esses assuntos vai se considerar nerd, mesmo não tendo nem a aparência e nem as frustrações que caracterizam o tipo.

Para quem não sabe, os nerds não são viciados em computador. Na verdade, o computador é um misto de "área de lazer" e "meio de comunicação" do nerd, porque esse tipo tem dificuldades de relacionamento, pois os valores (muitos deles errados) cultuados pela sociedade "normal", não correspondem aos ideais e aos estilo de vida dos nerds, tratando-os como se fossem doentes-mentais. E não são. Até o mito de que todo nerd é asperger é falso. Apesar de esquisito, Nerd é um tipo com mente equilibrada e com capacidade de viver socialmente (mesmo que a sociedade não goste dele). Apenas não se adéquam aos valores exigidos pela sociedade.

São tímidos, relaxados na aparência e tem a esperteza limitada (mas não escassa e nem ausente), mas são muito inteligentes, simpáticos e altruístas. São pessoas ótimas de se conviver, pois o jeito pacato deles os mantém longe de encrencas e atividades perigosas. A rejeição que eles sofrem é injusta e equivocada. A sociedade está perdendo a oportunidade de ter excelentes pessoas, prontas para ajudar em qualquer hora.

Existe uma palavra para definir pessoas "normais" que são fanáticas por tecnologia, mas no momento eu não lembro. E nem a palavra "geek" serve, porque significa "nerd viciado em tecnologia", o que já ajuda a negar o "tradicional" significado que os brasileiros dão a palavra "nerd".

Eu me considero um nerd. Minha experiência, meu estilo de vida, meus defeitos, minhas qualidades, estão coerentes ao de um nerd. Sou uma pessoa ótima, altruísta e que se esforça para ser uma pessoa cada vez melhor, respeitando os outros.

Deveriam respeitar a diversidade de personalidades e aparências. Padronizar as coisas é nocivo, pois dá a oportunidade de realização apenas a quem segue os tais padrões. Respeitem-nos e parem para ouvir o que nós, nerds temos a dizer. Suas vidas poderão mudar para melhor depois de entenderem nossas idéias e nosso jeito de ser.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Povo só vota com subjetividade

Hoje, o programa mais popular do dia, o Domingão do Faustão, irá mostrar os nomes que são considerados como os "melhores" da televisão. É uma espécie de Troféu Imprensa da Globo, só que com votação popular. E como é o telespectador que vota, já se sabe: critérios subjetivos, de gosto, de simpatia, usando apenas a emoção e não o raciocínio ou conhecimento técnico. Critérios que não servem como atestado de qualidade.

E é com estes critérios bastante duvidosos que os votos foram dados, resultando no especial que vai  rolar hoje, com a entrega dos prêmios. Pode até ser que os resultados coincidam com algum critério técnico, mas é muito pouco provável que a população, de baixíssima escolaridade, com informações embaralhadas em suas mentes, e sem o discernimento adequado, possa ter condições de avaliar uma boa atuação ou ouvir uma boa música.

Por isso eu não confio nessas premiações. Aliás,não confio em premiação nenhuma. Se um cara gabaritado tem condições de errar, imagine os pobres mortais! Já vi absurdos em resultados de votações, dignos de votos sem pé nem cabeça. Listas e mais listas de "melhores" praticamente só tem os nomes do momento (mais parece uma lista de "mais lembrados" do que de "melhores"). 

Curtam o programa que promete ser divertido. Mas não levem a sério o resultado. A cultura não irá melhorar com a definição de quem é ou não melhor segundo um programa popularesco. 

A qualidade de um artista está na obra em si e na postura que assume em relação a ela. Mercenários (que tem o lucro financeiro como único fim, sem medir esforços e ética para isso) nunca estão interessados em evoluir cultura nenhuma e sim ganhar muito dinheiro as custas dela. E isso é que deve ser levado em conta ao analisar os "artistas" que estão em voga nos últimos 20 anos.

sábado, 12 de dezembro de 2015

100 anos de Frank Sinatra

Hoje, dia 12 de Dezembro de 2015, celebra-se o centenário de nascimento do cantor americano mais famoso do mundo: Frank Sinatra. Dispensável falar sobre ele, já que tanto se escreveu sobre esta personalidade que marcou a música pop americana. Vou aqui falar mais sobre o que eu penso sobre esse grande cantor, sinônimo de bela voz, boa música e talento múltiplo.

Sinatra foi o primeiro nome da musica comercial a fazer sucesso. Fundou um formato de artista que se tornou padrão desde então. De formação jazzística preferiu consagra um dos gêneros derivados, o Standard, o som típico dos filmes hollywoodianos entre os anos 30 e o começo dos 60. Ah, e era ator. Um bom ator, segundo dizem. Nunca vi um filme com ele, mas quem viu garantia isto.

Mesmo sendo o seu estilo musical consagrado por trilhas de filmes, suas músicas, nunca compostas por ele, pois Sinatra não era compositor, tinham vida própria longe dos cinemas ou de qualquer outro tipo de mídia não-musical. E mesmo não sendo compositor, tinha influência o suficiente para que os compositores, escolhidos a dedo pelo cantor, extraíssem a emoção deste e traduzissem em forma de poemas musicados.

Gosto de Sinatra. A descoberta foi tardia, mas com a maturidade adquirida, me senti necessário de ouvir algo que tocasse mais a minha alma. Sinatra consegue ir fundo na alma de quem ouve, com sua voz e as canções que falavam de coisas comuns ao nosso cotidiano. Mesmo sofisticado, era direto, falava sobre coisas simples. Falava sobre o que conhecíamos.

A fase que mais representa a carreira do cantor foi quando ele era contratado da Capitol Records. Jovem, gravou na Columbia e nos anos 60 fundou seu próprio selo, a Reprise Records, vendida a Warner e cujo repertório gravado não pertence mais a Warner, adquirido pela Capitol. A fase da Reprise é a mais fraca, mas hoje ela está sb o controle da mesma Capitol da fase áurea.

Sinatra foi o que melhor representou a música americana. Era o americano típico. E falava para o americano típico. Foi o seu melhor cantor e melhor patrimônio cultural, mesmo fazendo música comercial, para vender, praticamente servindo como molde e modelo para a comercialização da música americana.

E mesmo comercial, não era descartável. A beleza das músicas criadas por ele, incrementadas pela sofisticada gravação, tornam a música gravada por Sinatra eterna e única. Nunca houve um cantor como Francis Albert Sinatra e nem vai haver. Sinatra não foi produzido em série.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

De novo? NÃO!

A onda de ódio destilada nas redes sociais, que inclui demonstrações de ódio a qualquer um que não se encaixe no estereótipo da família branca-cristã-capitalista, não dá sinais de que irá cessar. E faz mais uma vítima famosa de ataques racistas nas redes sociais: a atriz Sheron Menezes.

A talentosa atriz - que também sabe dançar muito bem, como se viu no Dança dos Famosos - Sheron Menezes, nascida no Rio Grande do Sul, é dona de uma impressionante beleza facial. Seguramente eu a coloco na lista da 10 (sim: DEZ!) mulheres mais lindas do Brasil. E olha que temos milhões de mulheres lindas em nosso país. Dói saber que uma mulher tão maravilhosa seja vitima de ataque tão cruel, mesmo virtualmente. Dói mais ainda saber que possivelmente não será o último caso desta vergonhosa situação.

A atriz escreveu um comentário sensato, prometendo ir à justiças tomar as atitudes cabíveis para que os responsáveis respondam pelos seus erros. Sabe-se que a impunidade favorece atitudes ofensivas como as que vem se repetindo com ela, com outras celebridades e também com gente como (eu mesmo, mestiço, fui vítima de racismo várias vezes). Vejam a sensatez da belíssima Sheron:

"Desprezíveis racistas. Não adianta entrar na minha página e escrever absurdos, xingamentos e agressões pois vão ter que engolir a mim e a tantas outras pessoas negras em nosso país! Já esperava por isso depois do que fizeram com minhas amigas e colegas, então quero lhes dizer que saiam da frente com sua inveja, pois estamos passando com o nosso cabelo maravilhoso, com a nossa linda cor, nossa beleza, nossa educação e nossa inteligência.Não adianta colocar uma máscara de macaco no meu rosto ou tentar me ofender porque isto não me atinge! Fui treinada desde criança e sei o meu valor! Mas atinge milhões de pessoas no Brasil que sofrem essa discriminação todos os dias! E é por elas que resolvi me manifestar. Tomarei as providências cabíveis. Acho melhor tirarem as suas máscaras e se revelarem publicamente, pois se não o fizerem a Polícia Federal o fará".

Palmas DE PÉ, Sheron! Falou tudo! É isso mesmo! Concordo com cada virgula! Vocês negras são todas lindas - e você ainda mais, deusa Sheron! Vocês negros, tem muito valor e levantem a auto-estima! Vocês enriqueceram a nossa cultura e não param de enriquecer. Sejam fortes! Os racistas são imbecis que não sabem o que significa a expressão seres humanos

Lutem todos para acabar com esta vergonha! Somos todos um só! Me uno a vocês nesta luta contra o racismo! Esse e todos os tipos de preconceitos deveriam ter acabado há séculos! Esses racistas ignorantes que vivem perdendo seu tempo precioso ofendendo os outros precisam se tratar urgentemente. 

Ainda sonho com o dia em que atitudes nefastas e revoltantes sejam coisa de um passado remoto. Afinal, pelo que eu sei, não voltamos aos tempos das barbáries.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Sonhos de Morpheus, 06/12/2015



Ah, domingo lindo! Mesmo que em sua cidade não esteja fazendo sol, o fato de ser um dia sem compromissos lhe alegra bastante. Então, vamos aproveitar o tempo livre e ver o que a internet oferece?

1. Promoções que certamente estavam no último Black Friday brasileiro. Link

2. Um dos ônibus mais bonitos já fabricados no mundo. Esse é clássico! Link

3. Mais uma campanha contra o machismo idiota. Que venha mais campanhas como essa. Link

4. "Espiritismo" brasileiro altamente intolerante com ateus. Link

5. O Capitalismo será derrotado pela Terra. Eu espero que sim. Link

6. Debby Ryan mostra que saiu do seriado Jessie para se tornar uma das mulheres mais gostosas do mundo. Link

7. Eu fotografei este Torino 2014 com uma grade adaptada. O modelo de carroceria ficou lindo demais com esta grade! Link

8. A religiosidade não deve interferir nos direitos humanos. Link

9. O lado invisível do terrorismo. Um texto esclarecedor. Link

10. Álbum da vez: Out in LA, coletânea de raridades do Red Hot Chili Peppers. Link

11. O triste assassinato de cinco jovens pobres prestes a realizar os sonhos de suas vidas. Comovente e revoltante. Link

13. Filho do falecido dono de uma empresa de ônibus de fretamento muito famosa nos anos 80 garante que ela volta. Link

14. Receita da semana: camarão sergipano. E adoro pratos com camarão! Link

15. Querem tirar as compensações pelas limitações dos deficientes físicos. Cruel! Link

16. Chloe Moretz é a esperança para a próxima copa de futebol. Sério. Link

17. Samarco terá que pagar 1 bilhão para cobrir danos de um dos maiores desastres ambientais ocorridos no Brasil (e que continua a gerar danos). Link

18. Casal estranho. Os dois têm quase a mesma idade e enquanto ela rejuvenesce, seu marido envelhece. E envelhece mal. Link

19. Estado Islâmico recusa policiais que executaram jovens no RJ por serem muito violentos. Link

20. Mais uma mulher morta pelo companheiro. Horrível! Quando isso ai parar? Link

sábado, 5 de dezembro de 2015

Mulher mais desejada da nova geração pode estar namorando

Vários meses eu já havia desconfiado de algumas postagens estranhas vistas nos perfis oficiais que a atriz e modelo Chloe Grace Moretz colocava, mencionando um tal de Alex Roe, também ator. Hoje, juntando as peças do quebra-cabeças, cheguei a conclusão - e vários fãs também - de que o negócio de Moretz com Roe vai muito além da amizade e do simples coleguismo (ele gravou com ela o filme 5th wave).

Não vou me ater a informações sobre esse tal de Roe, pois nem conheço direito. me limito a dizer que ele é um ator. Já quanto a Moretz, ela é considerada a musa mais desejada de sua geração. Onde ela aparece, surgem elogios homéricos nas lacunas de comentários. Chloe Moretz é tratada de deusa para cima. Sites de celebridades também adoram falar sobre ela, com fortes elogios. Moretz se revelou um dia incomodada com elogios (ela acreditava que desviava o foco de suas atuações), mas para mim, é algo com que ela deve se acostumar.

Moretz também apareceu no segundo lugar em uma eleição de mulheres mais lindas de 2014. Como ela só perdeu para uma atriz e cantora conhecida apenas em seu país natal (a Coreia do Sul, que curiosamente recebeu a visita de Moretz poucos meses depois), podemos considerar que se eliminarmos as musas conhecidas apenas em seus países e deixarmos apenas as mundialmente famosas, Chloe Grace Moretz é a mais linda de 2014.

Voltando ao muito provável namoro, prefiro considerar que ele é um fato. Moretz ainda não falou abertamente sobre o assunto e é muito certo que não fale. Chloe é uma das poucas celebridades que consegue controlar a sua vida pessoal e tem tido a vitória de poder viver normalmente longe dos holofotes, apesar de ser muito desejada pelos fãs masculinos. Apesar de também ator, Alex Roe não é muito famoso, o que poderá facilitar uma certa privacidade entre os dois.

Bom lembrar que a vida afetiva das celebridades virou uma "extensão" da vida profissional e saber com quem namora e como namora tem sido foco de interesse de fãs e de paparazzi. Moretz, esperta e mais madura que a idade sugere, sabe disso e com 3 namoros confirmados no currículo, ela sabe muito bem como fazer com que seu relacionamento com Roe possa se manter tranquilo bem longe da intromissão midiática. 

De qualquer modo, se ela está feliz, estamos todos felizes. Que isso seja respeitado.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

A consagração do falso nerd pela mídia brasileira

Já falei diversas vezes, aqui ou em outros blogues, que os brasileiros não entenderam a ideologia nerd difundida nos EUA. A ideologia chegou aqui e foi logo sendo distorcida, com características bastante diferentes e com aspectos inclusive opostos aos dos nerds ianques.

E não se trata de "adaptação à cultura brasileira", já que a visão brasileira do nerd nada tem de abrasileiramento, além de tomar como modelo um filme ianque: Hangover, conhecido aqui como "Se beber, não case", que nos EUA nada tem a ver com a ideologia nerd e sim com a retomada juvenil do machismo, em moda no cinema de lá.

A estigmatização do nerd no Brasil, acredita-se, se deve por alguns motivos:

- O nerd original é associado a tecnologia, dando uma força positiva ao rótulo; com isso todos querem ter o rótulo, para serem incluídos no "universo tecnológico";
- A sociedade brasileira, como em qualquer sociedade latina, reprova o macho fracote. Como o nerd ianque é fracote, houve a necessidade de criar outros estereótipos de nerd para tentar dissociar a ideia de fracote, fracassado e não-social.

"Nerd" brasileiro é feliz, socialmente ativo e profissionalmente bem sucedido

Ninguém quer assumir um rótulo que está na moda se ele está ligado a fatores depreciantes. Com isso, no Brasil, apareceu a necessidade de criar um novo estereótipo do nerd que tenha eliminado os defeitos classicamente associados a ele, mas mantendo a fama de desleixado.

Então, saem os óculos e o aparelho dentário e entram as barbas (parece coisa de muçulmano - nerd agora tem que ter barba). Sai o rock alternativo e entra o metal-farofa. Sai as comédias juvenis e entra os filmes de pancadaria. sai o toddinho e entra a boa e velha cerveja (tradiocionalmente consumida pelos anti-nerds). Sai a solidão e entra o namoro bem sucedido com mulheres intelectualizadas.

Bingo! E aí surge o nerd brasileiro, "limpo de todo e qualquer defeito do nerd original". Um cara totalmente pronto para a vida social plena, que só difere do homem comum por ficar algumas horas a mais no computador e viver canonizando heróis de quadrinhos. E só.

E com isso, mantem os verdadeiros nerds na exclusão social, sem direito sequer a ter um rótulo, já que isso poderia gerar união entre a citada classe de excluídos. Isso também ajuda os "nerds" brasileiros a passarem a perna nos nerds tradicionais, já que aproveitaram as situações em que era necessária a presença dos verdadeiro nerds, tomando o lugar destes.

Aproveito para criar o rótulo aos falsos nerds criados no Brasil, baseando-se em seu perfil: Judão Cervejão. O rótulo se dá por causa dos sites brasileiros que se auto-rotulam de nerd (como o Judão, o Jovem Nerd, etc.), difundindo uma imagem errada da tribo e das propagandas de cerveja imbecis, que mostram também supostos nerds.

E com isso a tradição excludente da sociedade brasileira se mantém, tranquila por ver os verdadeiros excluídos a margem da sociedade, ao mesmo tempo que mascara a justiça social dando benefícios a falsos excluídos de todos os tipos, dando a ilusão que o povo brasileiro é bom e justo.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Vergonhoso continuarmos a encarar episódios de racismo

Mais uma vez temos a vergonhosa oportunidade de vermos mais um caso de preconceito étnico feito a uma celebridade negra. A lindíssima, charmosa e excelente atriz Cris Vianna (que cá para nós, é uma das mulheres mais maravilhosas que eu já vi, de beleza hipnotizante e voz sedutora) recebeu comentários racistas em seu perfil oficial. Comentários que deixam claro o baixíssimo nível intelectual dos missivistas, provando que uma regra que não existe exceção é a de que todo racista é um imbecil.

Casos anteriores aconteceram com as igualmente belas, a atriz Taís Araújo e a jornalista Maria Júlia Coutinho, ambas altamente talentosas no que fazem, garantindo qualidade profissional consagrada em seus seus meios de atuação. Triste ver pessoas com tantas qualidades ser humilhadas por não fazerem parte da "etnia dominante" . Quando falam que o nefasto fascismo e seu similares voltaram à moda no Brasil, infelizmente tenho que acreditar e levar a sério.

Quando é que isso vai acabar? Quando é que as pessoas vão entender que a diversidade étnica é uma de nossas maiores qualidades? Quando e que vamos ser gratos a inúmera quantidade de negros que dão suas ricas contribuições a vários setores da humanidade? 

Pois são muitos os negros que demonstraram e demonstram ser exemplos de dignidade e inteligência inovadora. E não pararam de aparecer negros para enriquecer o nosso cotidiano. O racismo só os impede de nos trazer sua valiosa contribuição! E mesmo não contribuindo, são seres humanos, pôxa! Merecem no mínimo respeito à sua dignidade! Um negro que erra, assim como todo ser humano, deve ser criticado pelos seus erros e não por sua etnia. Pois um negro nunca erra pelo fato de ser negro. 

Fica aqui nosso apoio a Cris Vianna e a todos que se sentirem prejudicados por episódios semelhantes ou não. Eu sofri bullying (por diversos motivos), o que anulou a minha adolescência e criou sérios transtornos na minha vida cujas sequelas sinto até hoje. Isso me faz entender o que as etnias minoritárias sentem quando sofrem racismo.

------------------------------------------------------------
IMPORTANTE: Um recado para as negras que gostam de mostrar sua beleza nas redes sociais: CONTINUEM MOSTRANDO! O que é lindo merece ser mostrado e os comentários racistas são escritos por pessoas imbecis, burras, sem educação e sem amor ao próximo. São pessoas que merecem o desprezo e ignorância. Se negros deixarem de postar por causa disto, seria uma derrota no combate ao racismo. Quero ver o aumento de fotos de belas negras nas redes sociais. Muitas fotos! E que os racistas, gente que não sabe viver em sociedade, vão praticar seu preconceito atrás das grades!