sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Parabéns, Luciene Adami!


  

A atriz consagrada como a sensual Guta da novela Pantanal, é considerada a principal musa do cinema gaúcho. Ela completa anos hoje.  Posou para a Playboy no início dos anos 90 e sua sessão é considerada por mim como uma das melhores da revista, já que ela tem o corpo perfeito, com medidas bem proporcionadas. Ah, ela tem uma belíssima voz, bastante sedutora.

Ela tem um perfil no YouTube que atende pelo engraçado nome de lululuhahaha e lá posta coisas bem legais sobre a carreira dela. Ela está meio fora da mídia, o que não deixa de ser bom, já que os holofotes costumam mirar musas sem o mínimo de valor, coisa que é extremamente oposta à Luciene, uma bela mulher classuda, charmosa e culta, que adora rock e conversas inteligentes.

Essas fotos foram escaneadas por mim em uma revista. São raridade. E ela está uma gracinha. Parabéns a doce musa.

domingo, 12 de agosto de 2012

Eu não quero ter filhos!



Bom, hoje é quando se comemora no Brasil o conhecido dia dos pais. Já dei hoje de manhã os parabéns ao meu, pois sei que ele sofreu muito para me criar, com muito amor e atenção, sempre me dando grandes lições.

Mas vou dizer algo que possivelmente irá desagradar a maioria das mulheres: não quero ter filhos. E não venham com esse papo arcaico de "ah, Marcelo, mas você é muito jovem e tem muitos que são pais em idade elevada". Problema deles se querem ser pais jovens ou velhos. Para o meu projeto de vida, a chegada de um filho iria estragar todo o meu planejamento.

Se fosse para ter um filho 20 anos atrás, eu teria. Mas não estava preparado para tal. Além disso estava (como ainda está) difícil para arrumar uma "fábrica". No ano que vem farei 40 anos e ainda não estou profissionalmente estabilizado. Se bem que mesmo que estivesse, também não queria ter filho. Estou muito velho para tanto e como falei, um filho atrapalharia tudo.

Gostaria de fazer vasectomia para poder satisfazer minhas necessidades sexuais sem preocupações. Mas parece que só pode fazer quem já teve filho. O que isso tem a ver? É para evitar arrependimento. Eu não vou me arrepender. Pelo contrário: se eu tiver um filho aí sim é que vou me arrepender.

Mas outros poderão dizer: "Marcelo, você pode ter um filho e dar para sua namorada criar". Rapaz, tenho senso moral! Sou contra aborto e sou daqueles pais que gostam de acompanhar a educação de um filho. Por isso que digo que minha vida mudaria radicalmente com a chegada de um filho. Não sei e nem gosto de abandonar criança.

Quero que as pessoas não entendam a minha decisão como preconceito e mau humor. Na verdade quero arrumar a minha vida. Já que as coisas sempre começaram para mim mais tarde do que deveriam, melhor não pensar em ter filhos. Já pensou que idade eu terei quando meu filho tornar adulto? Isso se eu estiver vivo até lá.

Resta agora dar parabéns a todos que são ou vão ser pais e digo a eles que são verdadeiros heróis, com a responsabilidade de preparar pequenos seres para a vida. Quando digo que não quero ser pai estou referindo a minha vida pessoal, aos meus projetos de vida, pois ser pai no fundo é maravilhoso. Uma missão que Deus dá e que deve ser encarada com absoluta responsabilidade.

Mas acho que serei pai de mim mesmo, pois ainda tenho muito o que aprender. Tem horas que faço cada travessura...

domingo, 5 de agosto de 2012

Não cobice a mulher do próximo

Boa parte das pessoas tem algum tipo de trauma. Uma experiência negativa que foi muito impactante ou constante, sempre acaba moldando a nossa personalidade, fazendo-nos reagir de certa forma a certos acontecimentos que nos chegam.

O meu trauma é o excesso de mulheres comprometidas. Por muitas vezes consecutivas, me interessei por mulheres que acabam se revelando como tais, por pertencerem a outros homens, seja como namoradas, noivas ou esposas. A sucessão disso por inúmeras vezes marcou meu subconsciente. Até hoje acredito que as mulheres que gosto pertencem a outros, enquanto as que eu posso conquistar não me interessam ou trazem graves problemas.

Segundo o que a Bíblia diz - e boa parte dela é de lendas, pois na Idade Antiga era muito comum explicar as coisas com alguma história inventada -,  Moisés, vivendo numa sociedade grosseira, teve que usar a redundância para estipular como "leis divinas" (para uma lei ser obedecida, ela deveria ter caráter divino), o que poderia ser resumido como "faça com os outros o que quer que façam com você". Daí surgiu Os Dez Mandamentos, que as religiões materialistas até hoje defendem como "leis de Deus". 

Uma delas diz que não se pode cobiçar a mulher do próximo (o homem da próxima pode, né?). Se realmente essa lei fosse divina e se Deus punisse (Deus não pune, quem pune é a nossa consciência, por consequência dos atos que cometemos), Deus escolheria a punição mais cruel para mim, já que o que mais faço é cobiçar a mulher do próximo. Pô, os caras pegam as melhores e só sobra bagaceira, fazer o quê?

E porque estou escrevendo sobre isso? Porque hoje, uma das mulheres mais maravilhosas do mundo, meu padrão preferido de beleza, uma mulher de personalidade decidida, bom gosto cultural, voz sedutora, corpo escultural e talento comprovado como atriz, produtora e diretora, Natalie Portman, israelense radicada nos EUA, vai se casar, se tornando propriedade privada de um sortudo que, como a maioria dos homens que se casam, talvez nem faça muita questão das qualidades que ela tem, se casando com ela pela força das circunstâncias, podendo casar com qualquer outra, se estivesse ao seu alcance.

Hoje é um dia triste. Ainda mais que sabemos que sobram cada vez menos mulheres como Portman e sobram mais mulheres sem valor ou por serem burras ou pro serem vulgares, tirando o direito de escolha dos homens que por má sorte, acabam perdendo muitas oportunidades na vida afetiva.

Estamos de luto. As flores murcham , céu fecha e continuamos nós, com a sempre fiel solidão, aguardando os prometidos dia melhores que nunca chegam.

Isso machuca!

Hoje esta beldade da foto passará a ser propriedade privada de um sortudo. Isso dói muito. Só de olhar para esta foto e saber que ela será exclusividade de unzinho qualquer magoa bastante.

Estamos tristes hoje e de luto. Nunca sobra maravilhas da perfeição como a deusa Natalie Portman, que surpreende pela extrema beleza, gostosura, sensualidade, talento, inteligência, simpatia, bela voz, etc., etc. e etc., e ...


sexta-feira, 3 de agosto de 2012

O médico que fez uma cirurgia em si mesmo

OBS: Esse impressionante caso de auto-cirurgia foi relatado em um dos sites que eu visito e me impressionou bastante pela coragem e e iniciativa do médico que, numa situação de risco e sem qualquer outro profissional para socorrê-lo, ele tendo o conhecimento que tinha, resolveu arriscar e operou a si mesmo, num bem sucedido caso de auto-cirurgia, talvez o único de que eu tenha ouvido falar.

Leonid Rogozov, um cirurgião herói

Por Admin em Curiosidades. 19-02/2010 Extraído de Metamorfose Digital
Em 29 de abril de 1961 um médico da 6ª Expedição Antártica Soviética, Leonid Rogozov, com 27 anos, sentiu febre e uma dor intensa no lado direito da barriga. Não tendo nenhuma possibilidade de chamar um avião e sendo o único médico na estação "Novolazarevskaya", o cirurgião fez uma operação de remoção do apêndice nele mesmo com anestesia local auxiliado por um engenheiro e um meteorologista da estação.

Em 1959, Leonid Rogozov graduado em medicina foi imediatamente aceito para fazer a residência como cirurgião. No entanto, os seus estudos foram postergados por algum tempo devido à viagem  à Antártida em setembro de 1960 como médico da expedição soviética à estação Novolazarevskaya.

Durante esta expedição aconteceu um evento que fez com que o médico de 27 anos se tornasse famoso no mundo todo.

No 4º mês do inverno, Leonid apresentou sintomas inquietantes: fraqueza, náuseas, febre e dor na região ilíaca direita. No dia seguinte, sua temperatura subiu ainda mais. Sendo o único médico na expedição composta por 13 pessoas, Leonid diagnosticou a si mesmo com apendicite aguda. Não havia aviões em qualquer das estações mais próximas, além disso, as condições meteorológicas adversas não permitiriam de forma alguma sair dali. A fim de salvar o membro doente da expedição polar era necessária uma operação de urgência e a única saída era operar a si mesmo.

Na noite de 30 de abril de 1961, o cirurgião foi auxiliado por um engenheiro mecânico e um meteorologista. Um entregavam a ele os instrumentos cirúrgicos necessários e ou outro segurava um pequeno espelho sobre sua barriga para que melhor enxergasse.

O médico fez uma anestesia local com solução de novocaína seguida de uma incisão de 12 centímetros na região ilíaca direita com um bisturi. Entre a visão do espelho e o tato ele removeu o apêndice inflamado e injetou antibiótico na cavidade abdominal. Mas não foi nada fácil, 30 ou 40 minutos após o início da operação Leonid sentiu um incipiente desmaio com o formigamento e vertigem que percorreu todo seu corpo obrigando o cirurgião a fazer algumas pausas para descanso. No entanto, à meia-noite a operação com duração de 1 hora e 45 minutos havia terminado. Cinco dias depois a temperatura normalizou, em dois dias os pontos foram retirados.

Em São Petersburgo, Museu do Ártico e na Antártida há uma exposição dos instrumentos cirúrgicos usados por Leonid Rogozov naquela operação.

O astronauta-piloto, um herói da União Soviética, German Titov escreveu em seu livro "O meu planeta azul":

"Em nosso país uma exploração é a própria vida...

... nós admiramos o soviético Boris Pastukhov médico que injetou-se com uma vacina experimental antes de aplicá-la nos doentes, temos inveja da coragem do médico soviético Leonid Rogozov que fez uma operação de remoção do próprio apêndice nas piores condições de uma expedição na Antártica.

Às vezes eu reflito sobre isso na solidão e me pergunto se eu poderia fazer o mesmo e apenas uma resposta vem à minha mente: 'Eu daria o meu melhor ...'"

------------------------------------
Leia mais em: Leonid Rogozov, um cirurgião herói - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=10549#ixzz227IBsO1P